segunda-feira, 12 de junho de 2017

Triste saber


Que nossos amigos são presentes em momentos aonde estamos bem na vida.

Ver que nossos familiares estão a nossa procura quando é para perdi algo.

Sentir na pele que o respeito na classe trabalhadora é algo quase em extinção.

Ouvir de nossos companheiros de trabalho que a meritocracia é o único caminho a seguir.

Entristecer ao ouvir palavras que doem mais do que vários tapas na cara.

Perceber que é mais valioso um acessório eletrônico do que uma amizade.

Ter que conviver com pessoas egoístas para sobreviver.

Saber que somos o tempo todo explorados fisicamente e mentalmente.

Não entender o medo que as pessoas tem sobre o seu próprio corpo.

Alienação diária que os meios de comunicação fazem com a população.

A troca de valores do abstrato pelo o concreto.


Viver em sobrevivência diária.

Não aceitar a diferença do outro.

Um dia, uma amiga me falou:
-São Paulo é uma máquina de moer gente.
Então, eu ri e falei:
- Que nada, é apenas conversa.

Depois de 06 anos vivendo a loucura e ao mesmo tempo a paixão que é a cidade de São Paulo, percebo que a cidade é tudo aquilo que somos e produzimos em todos os momentos de alegria e tristeza,


Triste saber que apesar de não vivemos de sonhos, é saber que o sonho é necessário para aceitar tudo isso que vivemos diariamente...

Fonte: 
http://www.oversodoinverso.com.br

Um comentário:

  1. Você, meu amor, meu companheiro de vida e de alma, não merece essa tristeza toda. Supere, pois você é muito melhor do que todas essas coisas que te magoam. Nosso maior presente é saber que tudo, tudo mesmo, passa nessa e em qualquer outra vida. Amo você pelo que você tem dentro de você é que, infelizmente, somente poucas pessoas podem ver.

    ResponderExcluir